TRADUÇÃO: Assista Elisabeth Moss cantar e ‘paquerar com a morte’ como uma perturbada estrela do punk em Her Smell

O drama musical de Alex Ross Perry, estrelado por Elisabeth Moss como uma vocalista dos anos 90 em uma espiral descendente de dependência e destruição, chega aos cinemas em abril. O novo trailer, lançado na manhã de quinta-feira, convida os espectadores a caírem no mundo de Moss como Becky Something, uma personagem frustrante, fascinante e às vezes assustadora que Perry descreve como “titanicamente complexa e enorme, e [exigindo] uma quantidade incomensurável de resistência da parte de um artista.

Embora Moss tivesse que cantar e tocar violão e piano como Becky, o desafio que mais despertou seu interesse foi o aspecto de vício de sua história. “Eu nunca interpretei uma viciada antes, e eu apenas estava interessado em descobrir quem era essa pessoa”, diz a atriz. “Ter que passar por todo o arco de cinco atos e os diferentes estágios de seu vício – eu nunca toquei alguém assim.”

“Não temos muita preocupação em fazer um personagem agradável ou um personagem simpático”, disse Moss à EW sobre ela e Perry, que escreveu o personagem para ela e com quem ela trabalha agora três vezes. “Nós gostamos do risco um pouco.”

Inspirada por esse momento na história da música e a promessa de Moss como sua protagonista (em sua terceira colaboração), Perry escreveu o roteiro “a cerca de um ou dois centímetros de distância das pessoas reais e da história real”, e não como um filme biográfico sobre único músico real. “Como uma mulher no rock, como uma mulher no punk, como uma mulher no rock alternativo nos anos 90, [Becky] representa muito, e há muitas, muitas mulheres muito importantes que inspiraram isso.”

“Minha ambição era levar a personagem e realmente apenas tratá-la e ao filme com o maior respeito”, diz Perry. “Para elevar algo que eu amo e levo muito a sério – ou seja, este tipo de música e esta época – e criar algo com isso que é elevado ao ponto de alta tragédia.”

Confira o trailer de Her Smell, que estreia em abril nos cinemas:

Texto traduzido por: Equipe Elisabeth Moss Brasil

Texto de: EW

 

Comentários